Assine nosso feed. Visite a fan-page da Quadratta no Facebook. Quadratta no Vimeo.

a gente não brinca em serviço
mas se diverte muito com o que faz.

-

Como inserir a sua marca nas redes sociais – Parte 2

14 de maio de 2012

Semana passada a gente publicou um post sobre as marcas nas redes sociais, lembra?

Clique aqui para rever.

Hoje a gente vai continuar o papo, começando com a seguinte pergunta: como uma marca sabe o que deve falar na web?

As redes sociais podem ser veículos de propaganda, claro. Mas elas são muito mais do que isso. São canais de interação. Canais para as marcas falarem, escutarem, responderem e, principalmente, criarem relacionamentos.

Mas para isso, é preciso gerar conteúdo. Conteúdo relevante para o seu público e que esteja alinhado com seu posicionamento.

Voltando ao nosso exemplo do outro post da loja de equipamentos aquáticos. Ela poderia, por exemplo, publicar uma notícia sobre um vazamento de petróleo no oceano. O assunto não é diretamente ligado a esporte. Mas concorda que é altamente pertinente para o público da loja?

Agora, atenção: essa mensagem precisa estar ligada às atitudes da empresa. Ela não poderia publicar uma notícia como essa se não tivesse ações ligadas à preservação do meio ambiente em seu dia a dia. Cada vez mais os consumidores buscam coerência entre o que se fala e o que se faz; entre o que se promete e se entrega.

Então nunca se esqueça: a mensagem é livre nas redes sociais, mas deve-se pensar na repercussão dela. Só publique o que estiver alinhado com a sua marca e assim a sua imagem será o reflexo do seu posicionamento.

E é depois de definir o que quer falar que a marca decide como.

Cada rede social tem características diferentes: mensagens instantâneas, compartilhamento de fotos, músicas, vídeos. São inúmeras as possibilidades dentro delas.

Lembra da pergunta inicial do outro post? Eu devo estar em todas as redes sociais?

Chegou a hora de respondê-la: NÃO! Uma marca não tem que estar em todas as redes sociais.

Para escolher onde criar perfis é preciso levar em conta onde o seu público está, quais redes utilizam, e o tipo de conteúdo que a marca tem a entregar. Se você não vai produzir fotos, por que estar no flickr? Escolher o youtube pra quê se não faz vídeos?

Deve ser feito um estudo sobre as redes sociais e então escolher as (ou a) que mais tem a ver com o seu negócio. E nesse momento menos é mais! Vale muito mais ter um perfil que valorize a sua marca do que vários mal alimentados.

E um aviso muito importante: se você se propõe a estar em uma rede social, é preciso se comportar como usuário. Liberar conteúdos com periodicidade e dar respostas tão imediatas quanto o canal exige são obrigatoriedades para manter a boa imagem da sua marca.

E então, deu para aprender um pouco sobre as redes sociais?

Não deixe de compartilhar!

Tags:, ,

Esse post foi publicado dia 14 de maio de 2012 às 18:38, e arquivado em Redes sociais. Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0. Você pode comentar ou mandar um trackback do seu site pra cá.

Deixe uma resposta